Família como Fator de Sucesso

  -  O quê a imprensa está falando - SEMIKRON e amigabilidade à família



Companhia amigável à família: SEMIKRON

Relaxar ou aprender Inglês?

- Artigo por Alexandra Mayerhöfer, © NÜRNBERGER ZEITUNG, Junho de 2005 –

 

A Câmara de Comércio (IHK) e a Aliança das Famílias pediu as companhias em Nuremberg que participassem da competição "Família como Fator de Sucesso" iniciada pela então Ministra dos Assuntos de família, Renate Schmidt. SEMIKRON International GmbH foi uma das 15 companhias da região que entraram na competiç.

 

Se não existir outra opção, o pai tem que entregar as crianças pequenas para a mãe na porta da SEMIKRON GmbH na troca de turno. Ele então inicia seu trabalho no turno da tarde enquanto a mãe leva as crianças de volta para casa. Esse não é um arranjo amigável á familia e é o motivo que torna a creche algo absolutamente desejável, diz Bettina Heidenreich-Martin, e ela deve ser levantada tão rápido quanto possível para evitar essas situações onde "qualquer coisa serve".

 

Por 2 anos essa pedagoga formada e mãe de três crianças tem trabalhado para a construção de uma nova creche avançada para ter certeza que esse tipo de problema seja em breve algo do passado. "Simplesmente porque me incomodava a não existência de boas opções de creche", ela diz. Sua primeira filha nasceu quando ela ainda era uma estudante. Naquela época a chance de encontrar uma creche era próxima a zero. Hoje a a Sra. Heidenreich-Martin está convencida que ela não é a única que necessita que suas crianças recebam cuidados durante o trabalho.

 

A troca de turno não é o único problema

 

Dois terços dos quase 1000 funcionários da matriz da SEMIKRON em Nuremberg trabalham na produção. Na maioria são mulheres que produzem módulos para estações de energia eólica, bondes ou elevadores. A troca de turno não é, por larga margem, o único problema ao combinar trabalho e família. De acordo com a consultora de pessoal Cora Endres, "por motivos financeiros o trabalho em meio período simplesmente não é uma opção para muitos". Ela pertence ao terço restante dos funcionários da SEMIKRON que não trabalha na produção e é também uma das 51 funcionárias(os) que trabalham em meio período na companhia.

 

Ela trabalha nas segundas, quartas e metade do dia nas sextas, tomando conta de sua criança de três anos no restante do tempo. depois de dois anos e meio trabalhando a partir de casa com apenas algumas horas no escritório ela está contente por estar de volta ao trabalho com suas colegas. "Ja tendo trabalhado em uma função tão intensiva em comunicação, os primeiros seis meses em casa foram difíceis", ela diz. Em média depois de apenas seis meses muitas das mães empregadas na SEMIKRON deixam a licença maternidade e retornam ao trabalho. Das oito universitárias que se tornaram mães recentemente, todas estão de volta ás suas mesas ou estão equipadas para trabalhar a partir de casa. Daniela Lieber, a Gerente de Pessoal, está orgulhosa não só disso, mas também do fato que mulheres jovens que querem ter filhos são empregadas são problemas na SEMIKRON.

 

"Em uma das minhas últimas entrevistas, uma física me perguntou diretamente qual eram minhas posições com relação à familia", ela lembra.  A candidata disse que ela planejava ter uma criança em dois ou três anos e mesmo assim teve a oferta de emprego mantida.  "Há cinco anos atrás isso teria nos levado a pensar duas vezes", admite a Gerente de Pessoal   A competição "Trabalho e a Familia" ajudou a tornar mais visíveis muitos aspectos de um ambiente amigável à familia, apesar da competição não ser o motivo por trás do engajamento social da companhia, lembra Lieber.  Em três gerações desta empresa familiar as pessoas nunca foram vistas como um simples fator para a produção.  Considerar o empregado como indivíduo sempre teve uma importância maior aqui que em outros lugares.  "Ter realmente amigabilidade à família é mais importante para nós que um auditoria", diz a Gerente de Pessoal.   Uma confirmação dessa política está nas muitas relações familiares que podem ser encontradas entre a força de trabalho da empresa.

 

A SEMIKRON é considerada um empregador confiável. A ênfase aqui, entretanto, não está em uma única medida, mas sim na junção de várias pequenas coisas como um pacote de itens para bebê para os novos pais, o livro "Nuremberg e Fürth para crianças", viagens de um dia para o pessoal e suas famílias e o compromisso social demonstrado por cada um de nós.

É claro que a flexibilidade obtida através de arranjos para permitir o trabalho em casa ou em meio período com jornadas entre 8 e 30 horas semanais também tem uma grande importância no resultado.

"Um passo necessário para toda a sociedade entretanto era, e ainda é, a questão de onde manter as crianças sob cuidados durante o dia", enfatiza a Sra. Heidenreich-Martin. A sua visão de uma creche vê a criação de "algo estável em paralelo a um lar para a criança" e que enterre o estigma de mães que são abrigadas a ficar mantendos suas crianças entre vizinhos, babás e avós.

Você prefere ficar na sala de música ou no jardim?

 
Na planta planejada, cuja construção está correntemente aguardando a aprovação do financiamento das autoridades municipais de Nuremberg e das autoridades estaduais Bávaras, creche e escolinha infantil serão integradas em uma só entidade. Deste modo 74 crianças podem permanecer nela por vários anos e "crescer junto". As crianças podem decidir o quê querem fazer enquanto suas mães e pais estão trabalhando: de uma sala de mídia para uma oficina, de uma sala silenciosa para uma sala de música e jardim, os desejos deverão ser atendidos. Estruturas móveis deverão permitir atividades variadas; seja o aprendizado de uma língua estrangeira, ou ensino em geral, nada deve ser proibido. A Sra. Heidenreich-Martin não tem um modelo definido para a creche-escolinha – o que ela sabe é: "A hora é esta".

 

 

Família como Fator de Sucesso

SEMISEL Thermal calculator & simulator
SEMISEL
I accept the license term